quarta-feira, 9 de março de 2011

Capítulo 6

Além dos problemas de alimentação com o Nicolas, havia outros maneirismos que o tornavam uma criança diferenciada em alguns aspectos. Por exemplo, ele adorava tudo o que girasse. Coisas como a máquina de lavar ou o ventilador eram o que o faziam mais feliz. Quando ele era bebê, ele escutava a máquina de lavar funcionando ele logo ficava mais agitado e fazia força para se levantar do berço. Era só pegá-lo no colo para ele começar a empurrar o corpo para frente em direção à máquina. Ele adorava acompanhar todo o ciclo, mas o que ele mais gostava era da centrifugação. Inclusive isso foi uma “marca registrada” do Nicolas por um bom tempo. As pessoas chegavam e pediam para ele imitar a máquina de lavar e ele logo começava a fazer o barulho bem baixinho, mas no exato tom da máquina, e girava o corpo para um lado e para o outro como se estivesse no ciclo de lavagem da roupa. Depois de alguns segundos simulando a lavagem, ele começava a simular a centrifugação se mexendo mais rápido e fazendo um barulho diferente para imitar a centrifugação.
Isso nunca nos aborreceu, porque todos o tratavam com carinho e respeito e nunca vimos ninguém tirando sarro do Nicolas ou o desrespeitando. Além do mais, era uma das poucas formas de se ter contato com ele até perto de seus quatro anos. (...)
*Leia mais no livro "Meu filho ERA autista" - informações: meufilhoeraautista@yahoo.com.br